Finanças mal geridas, como todos bem sabem, são capazes de levar uma empresa à falência. Por isso, a gestão financeira é indispensável para a vitalidade dos negócios. O Controle de Contas a Pagar, nesse contexto, protagoniza como um dos itens mais importantes na organização e no planejamento orçamentário do bom gestor.

Obviamente, essa tarefa requer atenção extrema. Um caixa desfalcado para pagar as contas pode resultar em sérias implicações que, facilmente, se transformam numa verdadeira bola de neve. A boa notícia é que existem algumas táticas que, quando colocadas em prática, proporcionam uma administração mais prudente e eficaz.

Para ajudar você a identificar eventuais falhas e melhorar seu controle financeiro, hoje nos dedicaremos a explorar procedimentos básicos que auxiliam na organização e Controle de Contas a Pagar da empresa. Essas dicas, certamente, são capazes de colaborar com o equilíbrio no orçamento, além de aumentar sua margem de lucro. Quer ver só?

Fique por dentro do Controle de Contas a Pagar

Primeiramente, vamos definir ao certo do que se trata o Controle de Contas a Pagar. Ele nada mais é do que o montante que sai do caixa da sua empresa para quitar gastos fixos ou variados. Desde o aluguel até compras, impostos, serviços de terceiros que foram prestados para a companhia, entre outros.

Tal controle é primordial para a gestão financeira, pois permite uma clara organização do que está por vir, ou seja, do que será necessário desembolsar nos próximos dias ou meses. Sem dúvida alguma, o Controle de Contas a Pagar é um dos itens mais essenciais no fluxo de caixa.

Confrontando as saídas com as entradas na conta corrente da companhia é que se alcança a chamada conciliação bancária – o controle financeiro interno que verifica a consistência e harmonia dos dados orçamentários. Assim, a estabilidade e expansão dos negócios são favorecidas.

Por que fazer o Controle de Contas a Pagar?

Prever o futuro com total certeza, considerando as instabilidades do mercado, é uma tarefa improvável. Contudo, com um bom Controle de Contas a Pagar, conquistamos benefícios significativos na administração de um empreendimento. Veja só:

  • A verificação completa de todas as obrigações da empresa;
  • A antecipação de soluções diante de uma iminente falta de dinheiro;
  • A prevenção contra esquecimentos ou perda de prazos nos pagamentos;
  • A precaução contra pagamentos duplicados de uma mesma conta;
  • A previsão de taxas de juros e consequências em possíveis atrasos (caso seja necessário ter que escolher qual conta atrasar);
  • A viabilidade de pagamentos adiantados para economizar nas taxas;
  • A gerência mais disciplinada e inteligente das finanças.

Táticas para sua empresa se organizar e manter as Contas a Pagar no azul

Nós compilamos 6 dicas essenciais para sua empresa se organizar e fazer o controle de contas a pagar sem complicação. Só assim sua empresa terá mais tranquilidade para investir em seu crescimento sem ficar no vermelho. Confira:

1. Registre e controle tudo que deve ser pago

O registro e controle de contas a pagar pela empresa é fundamental para a saúde financeira dos negócios. Por conta disso, é preciso manter todas as informações bem compiladas e sob monitoração constante no seu fluxo de caixa.

Saiba exatamente quais foram os compromissos que você assumiu, bem como os prazos em que eles devem ser honrados. Se notar que algum atraso nos pagamentos será inevitável, entre em contato com o credor e procure renegociar a incidência de juros e multas.

2. Entenda bem a sua situação financeira

Complementando o item anterior, é preciso olhar para os dados que estão à nossa frente e compreendê-los com clareza. Pois no final, de nada adianta fazer planos se não tivermos discernimento sobre o que realmente é implementável ou não.

Sempre tire suas dúvidas e não confie em “achismos” ou na mera sorte. Ainda que você esteja no seu limite, para se manter longe do vermelho esse tipo de cuidado é indispensável. Gráficos e relatórios periódicos podem lhe auxiliar nessa tarefa de interpretação das informações.

3. Reduza gastos desnecessários

O raciocínio é simples: para sobrar mais dinheiro, precisamos otimizar nossas despesas. Isso inclui eliminar os clássicos gastos desnecessários, que são muito comuns de acontecer.

Alguns “luxos” podem ser substituídos ou simplesmente eliminados para que você consiga alcançar essa meta. Mas não deixe de investir no que for trabalhar a favor do seu lucro. Mantenha o controle de contas a pagar e faça suas escolhas com sabedoria.

4. Tome cuidado ao parcelar dívidas

A pessoa jurídica, ainda mais frequentemente que a física, costuma recorrer a empréstimos para fazer alguns investimentos ou até mesmo para quitar outros compromissos. Contudo, nunca esqueça de conferir todos os juros simples e compostos embutidos nas parcelas e na totalidade do valor.

Pondere bem antes de parcelar dívidas. O ideal é sempre negociá-las à vista, o que gera maior possibilidade de descontos nas taxas e multas.

5. Não misture a pessoa física com a jurídica

E por falar em pessoa física e jurídica, um equívoco que jamais deve ocorrer é misturar o dinheiro de ambas. Separe as contas da sua empresa das suas contas pessoais para fazer o controle financeiro da empresa, assim como o controle de contas a pagar.

Primeiramente, preocupe-se em gerar lucros e garanta seu pró labore. Somente depois disso, conte com esse rendimento para manter a sua vida financeira nos trilhos, ok?

6. Escolha um bom software de gestão

Tudo que foi explorado nos itens descritos até aqui fica muito mais descomplicado e ágil se você adotar um bom software de gestão integrada automatizado para sua empresa. Métodos analógicos ou múltiplos estão muito mais propensos à falhas, tanto de arquivamento como de controle de Contas a Pagar.

Um sistema de gestão eficientemente completo vai lhe prestar amparo para que você faça o controle de contas a pagar, tome suas decisões de maneira certa e com convicção. Além disso, avaliar suas alternativas, consultar e negociar prazos, estabelecer seus planos de ação, dentre outras atividades constantes do dia a dia na administração, torna-se algo intuitivo por conta da ferramenta.

O módulo de gestão financeira presente no Tangerin é uma solução em que se pode confiar para evitar imprevistos e manter o controle de Contas a Pagar em dia. Até porque ele utiliza o Certificado SSL, a mesma tecnologia que bancos online aplicam, o que dá segurança máxima para seus dados financeiros.

E então, o que achou das dicas de hoje? Elas condizem com a realidade da sua empresa? Compartilhe suas ideias e experiências conosco através dos comentários! E volte sempre para conferir mais artigos no nosso blog. Até breve!